Realizado na noite da última quarta-feira (1º), o “Oscar do MMA”, ou MMA Awards, elegeu os melhores do ano no mundo do vale-tudo. Com 13 indicações, os brasileiros prometiam roubar a cena no evento. E não deu outra.

Das 20 categorias em disputa, seis – as mais cobiçadas – foram vencidas por nossos atletas. Destaque para o fenômeno dos leves, José Aldo. O recém empossado campeão peso-pena (65 kg) do UFC levou o prêmio de melhor lutador de 2010.

A dobradinha veio com o prêmio de melhor lutadora para Cristiane Cyborg. A lavada sobre os gringos veio ainda nas categorias de luta do ano, nocaute do ano, finalização do ano e melhor academia de MMA.

Conheça os vencedores das principais categorias de 2010:

Arbitro: Herb Dean
Veículo de imprensa: MMAjunkie
Evento: Ultimate Fighting Championship
Jornalista: Ariel Helwani
Ring girl: Arianny Celeste
Teinador: Greg Jackson
Academia: Wand Training Center
Revelação: Jon Jones
Finalização: Fabricio Werdum x Fedor Emelianenko
Nocaute: Mauricio “Shogun” Ruax Lyoto Machida
Luta: Anderson Silva x Chael Sonnen
Lutadora: Cristiane “Cyborg” Santos
Lutador: José Aldo

Fonte: r7.com

Copa Alliance 2010

Publicado: novembro 9, 2010 em Uncategorized

Seminário com Fábio Gurgel

Publicado: novembro 4, 2010 em Uncategorized

Black Belt Challenger Pro Surf

Publicado: outubro 27, 2010 em jiu jitsu

Uma ótima dica para quem pega ondas e também é fera nos tatames.

Maiores informações http://olutador.com

Grande parte do time de faixas-pretas comandados por Fabio Gurgel transita pelo planeta. Os campeões da equipe ensinam suas técnicas e, quando retornarem, já para visar a preparação de 2011, terão nova casa. O “General” Gurgel comenta:

“Em dezembro a Alliance já deve inaugurar sua nova sede da matriz em São Paulo. Vai ser o maior centro de Jiu-Jitsu do país. Estamos preparando uma surpresa para todos e quem lê o GRACIEMAG.com vai saber em primeira mão!”, garante.

Enquanto a nova casa não fica pronta, os campeões da equipe não param.

“Com esse pequeno intervalo entre as competições oficiais, ou pelo menos dos grandes torneios de kimono, a Alliance trata de fazer o dever de casa e manda seus astros para seminários ao redor do mundo. Dessa forma, nossas filiais se mantém atualizadas com o que rola de melhor dentro da equipe”, explica Gurgel, contente com o intercâmbio:

“Este ano tivemos pela primeira vez as nossas meninas (Gabi Garcia e Luanna Alzuguir) repetindo o sucesso dos marmanjos em seminários em Nova York e Atlanta. Agora elas partem para o Equador. Os meninos estão divididos pela Europa e Oriente Médio. O (Bruno) Malfacine está na Finâlndia, Bernardo (Faria) e Léo Nogueira na Alemanha, Alex Monsalve no Bahrain e o Serginho Moraes acaba de voltar da Finlândia e já vai para San Diego, na academia do Minotauro.”

E da maratona de viagens nem mesmo Gurgel fica fora.

“Estou em Miami, onde dou aula hoje na academia do Tarsis, amanhã encontro o Romero Jacaré e depois partimos para Atlanta, Nova York e Pensilvânia. Depois voo para Finlândia, onde dou seminários em Helsinki e Turco. Michael Langhi vai à Inglaterra ao mesmo tempo, então estaremos todos juntos de novo apenas no final de novembro, renovados para o inicio de mais uma temporada de muita luta e busca por ainda melhores resultados”, encerra.

Fonte: Graciemag.com

Mens sana in corpore sano

Publicado: setembro 29, 2010 em Filmes que inspiram
“Mens sana in corpore sano” é um conhecido pensamento latino que vem sendo repetido há muitas e muitas gerações mundo afora com a finalidade de consolidar entre os homens a necessidade de cuidar tanto do corpo quanto da mente. Invariavelmente encontra-se essa frase em latim em ginásios e instalações esportivas com o intuito de motivar atletas a conquistar melhores resultados em suas competições esportivas.
O filme “Coach Carter – Treino para a Vida”, estrelado por Samuel L. Jackson e dirigido por Thomas Carter, caminha na direção desse velho provérbio latino não no sentido de torná-lo novamente conhecido entre os homens, mas especificamente na busca de uma reinterpretação de sua mais conhecida tradução.
A terminologia latina não é mencionada no filme, na realidade está nas entrelinhas e pode ser percebida e decodificada com facilidade quando termina a exibição da película. O mais interessante é saber que a nova leitura desse conhecido pensamento, que de tão desgastado já pode até mesmo ser considerado um chavão, baseia-se em fatos reais, seus personagens realmente vivenciaram essa notável experiência e acabam, através da mesma, nos dando mais uma importante e interessante lição de vida.
No entanto, antes de se propor a assistir o filme, acredito que você terá que, como eu, superar a resistência que se impõe a nós, cinéfilos diante de mais um filme que tem como temática a superação de estudantes-atletas, motivados pela presença marcante e carismática de um surpreendente professor/treinador e que, em virtude de uma série de reviravoltas em suas vidas a partir de sua experiência no esporte conseguiram vitórias notáveis…
Esse roteiro já nos parece batido demais e, em função disso, talvez pensemos duas vezes antes de levar o filme para casa. Eu mesmo me vi agindo dessa forma. Não se enganem com as aparências e descrições simplórias da capa e da sinopse. O filme traz muito mais em seu conteúdo do que uma simples história de vencedores do esporte e é nesse ponto que ele atinge o “Mens Sana” latino.
Não basta apenas o “Corpore Sano” surgido da dedicação integral e plena aos treinamentos; Não é suficiente somente a disciplina que leva ao surgimento de muitos campeões; tão importante quanto tudo isso são as vitórias que derivam do estudo, do esforço com os livros e tarefas, da presença e participação em sala de aula. É nesse ponto que “Coach Carter” se diferencia dos demais filmes que tem o esporte como ponto de partida e se torna uma referência diferenciada e inteligente para todos aqueles que trabalham e vivenciam a educação…
A Richmond High School tem um dos piores times de basquete da liga estudantil estadual. Raramente seu time obtém alguma vitória e, nunca conseguiu chegar as fases finais dos torneios locais. Seus jogadores se contentam em apenas fazer algumas jogadas de efeito e, eventualmente, conquistar alguma vitória e dessa forma justificar a sua vida de esportistas.
Os resultados escolares também são lastimáveis e não se referem exclusivamente ao rendimento dos atletas do time de basquete. Poucos são os estudantes dessa escola que conseguem chegar à universidade, muitos desistem até mesmo de completar o Ensino Médio (High School) e a incidência de jovens da comunidade no mundo do crime é bastante alta.
Quando a escola acerta a contratação de um novo treinador para sua equipe de basquete pensando na próxima temporada não imagina que sua chegada vai mexer muito com os brios do time e também com o próprio conceito de escola que a comunidade tem. A maioria das pessoas acredita que treinadores e professores de educação física devem se preocupar apenas com a parte atlética da formação de seus pupilos, não é?
Ken Carter (Samuel L. Jackson), o novo treinador, não pensa dessa forma. Desde o princípio aplica métodos ortodoxos de trabalho visando dar a seus jovens o máximo de disciplina para conseguir nos jogos os resultados que todos gostariam de atingir. Além disso, diferentemente de outros vitoriosos treinadores, Carter defende a tese de que as vitórias do esporte devem também ser transformadas em vitórias na vida futura.
De que valem os troféus que enfeitam os corredores das escolas se depois de tudo isso esses “vitoriosos” atletas não conseguirem diplomas, formação universitária, trabalho, estabilidade, decência e respeitabilidade? Partindo dessa premissa, Carter desafia a comunidade e, mesmo diante de uma excepcional campanha de sua equipe, tranca o ginásio ao mesmo tempo em que cancela jogos para exigir melhor rendimento acadêmico de seus jogadores.
Afinal de contas, como aprendemos com o velho chavão latino, a completude e a harmonia nos seres humanos se dão a partir do momento em que temos o corpo são e a mente também…
Fonte: Planeta Educação

Obrigado a todos que compareceram!

Fotos: Maurão – Site OLutador.com

Este slideshow necessita de JavaScript.